Esqueci minha senha  |  Cadastre-se
 
Equipe Imprensa Contato
 
Especial
29º Inverno Cultural
Guia Folia 2017
Guia Fest
naVIP
Minas Descontos
Canais
Fotos de Festas e Eventos
No Túnel do Tempo
Colunas
Venda de Ingressos
Notícias
Guia Comercial
Academias
Advogados
Alarmes
Aluguel Temporada
Artesanatos
Bares e Restaurantes
Buffet
Cursos Preparatórios
Escola de Idiomas
Esporte e Lazer
Floriculturas
Hotéis e Pousadas
Imobiliárias
Informática
Motéis
Móveis e Decoração
Portas e Janelas
Psicologia Clínica - Hipnose
Restaurantes
Sorveterias
Supermercados
Universitário
As Repúblicas de SJDR
Vagas em Repúblicas
Serviços
Criação de Sites
Hospedagem de Sites
Coberturas de Festas
Estrutura para Eventos
Casting de Bandas
Casting de DJ´s
Impressos em Geral
 
 
História da Cidade / Tiradentes

A cidade de Tiradentes originou-se do pequeno arraial da Ponta do Morro, formado em inícios do século XVIII. Desde os últimos anos do século XVII, o paulista Tomé Portes del-Rei explorava o direito de passagem às margens do Rio das Mortes, num ponto conhecido como Porto Real da Passagem. Em 1702 João de Siqueira Ponte chega à região e, em companhia de Tomé Portes, descobre ouro nos córregos da redondeza. O local, denominado Ponta do Morro, logo se transforma em arraial com o afluxo crescente de garimpeiros. Pouco tempo depois, passa a se chamar Arraial da Ponta do Morro de Santo Antônio, em louvor ao santo de devoção dos moradores que aí se reuniram e ergueram uma capela.

Graças à abundância do ouro encontrado, o arraial desenvolve-se rapidamente, sendo elevado à categoria de vila em 1718, quando recebe a denominação de São José del-Rei. Nas primeiras décadas do século XVIII, foi construída a maior parte de seu casario e de suas edificações religiosas, como a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, em 1708, e a Matriz de Santo Antônio, em 1710. Ao redor das igrejas e capelas, localizadas em pontos elevados da cidade, as casas foram se firmando numa configuração que permanece até hoje.

A decadência da mineração, que já se manifestava em toda a Capitania das Minas Gerais desde 1750, só viria a ter reflexos no crescimento da Vila de São José no início do século XIX, quando as minas de ouro se esgotam. Apesar da escassez do metal, a Coroa Portuguesa lança a derrama, exigindo o pagamento compulsório de impostos atrasados do quinto do ouro, que em 1788 somavam mais de oito mil quilos.

A atitude opressora da metrópole faz surgir o espírito revolucionário entre as camadas mais abastadas, reunindo militares, comerciantes e intelectuais no movimento mais tarde conhecido como Inconfidência Mineira. Em 1789, a denúncia do coronel Joaquim Silvério dos Reis coloca São José del-Rei entre as vilas mineiras envolvidas na conspiração. Entre os integrantes está o padre Carlos Correa de Toledo e Mello, vigário da então Freguesia de Santo Antônio, considerado um dos maiores propagadores do movimento.

No século XIX, os moradores da Vila de São José voltam-se para a agricultura e a pecuária, vendendo carne de porco, boi e carneiro para algumas localidades de Minas e, também, para o Rio de Janeiro. Em 1831a participação da mão-de-obra feminina na economia local é expressiva, especialmente no ramo da fiação e tecelagem. Em 1864 a localidade chega a possuir cerca de 70 teares, conta com 108 fiadeiras e tecedeiras, além de 44 costureiras, e a produção atinge cerca de 30.000 varas de pano. No entanto, a atividade não chega a alcançar proporções industriais.

Sem grandes alternativas econômicas, São José del-Rei, elevada à categoria de cidade em 1860, pouco se modifica. Sua integridade patrimonial e paisagística assegura-lhe um dos perfis coloniais mais autênticos de Minas Gerais e do Brasil.Em 1889 recebe nova denominação, passando a se chamar Tiradentes, em homenagem ao herói da Inconfidência Mineira, Joaquim José da Silva Xavier. Dessa época em diante, a cidade experimenta certo ritmo de expansão comercial com a implementação do ramal ferroviário da Estrada de Ferro Oeste-Minas e, mais tarde, do sistema rodoviário.

Hoje, uma das importantes fontes de renda da cidade é o turismo, mantido graças ao grande interesse por seu conjunto arquitetônico colonial, quase inalterado. A cidade foi tombada como Patrimônio Histórico Nacional em 1938 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - Iphan, resguardando-se não só seu conjunto arquitetônico como também áreas de seu entorno paisagístico, especialmente a imponente Serra de São José com agradáveis cachoeiras e vegetação remanescente da Mata Atlântica.

Fonte: Cristina Ávila


 
Publicidade
 
Calendário
 
<<    AGOSTO | 2017    >>
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16
16/08/2017 Até 20/08/2017 - Del Rei Expo 2017
17 18 19
20 21 22 23 24 25
25/08/2017 - Absence - O Início (Warm UP)
26
26/08/2017 - Festival Árabe
27 28 29 30 31 1 2

* passe o mouse para ver detalhes do evento
 
Cidades
São João Del Rei
 
Como chegar
História da Cidade
Pontos Turísticos
Números da Cidade
Fotos Antigas
Horários de Ônibus
Telefones ùteis
Previsão de Tempo
 
Tiradentes
 
Como chegar
História da Cidade
Pontos Turísticos
Números da Cidade
Fotos Antigas
Horários de Ônibus
Telefones ùteis
Previsão de Tempo
 
   
Publicidade
 
 
Publicidade
 
Colunistas
 
Otavio Boari
Tecnologia da Informação

- Uso da tecnologia nos esportes

 
Publicidade
 
 
 
 
Parceiros
         
Escritório Guia das Vertentes
Rua do Carmo, 73A - Centro
CEP: 36300-090 | São João Del Rei | MG
(32) 3373-3000 / 9.8846-7286